Construção de uma identidade pessoal e profissional especializada

  • Maria João Matos Dias (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A realização do presente documento surge no decorrer da unidade curricular “Estágio Final e Relatório” no âmbito do Curso de Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica do Instituto de Ciências da Saúde (Porto) da Universidade Católica Portuguesa. Este relatório – “Construção de uma Identidade Pessoal e Profissional Especializada” tem como objetivar evidenciar a aquisição de competências comuns e específicas do enfermeiro especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica durante o estágio em contexto de assistência pré-hospitalar realizado em meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (Norte) e em contexto de cuidados intensivos na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente de um hospital na região norte de Portugal. O relatório tem como base uma metodologia descritiva e reflexiva sobre as experiências vivenciadas nesses dois contextos de estágio e encontra-se estruturado com base nos diferentes domínios das competências comuns do enfermeiro especialista e nas competências específicas da área do mestrado. No decorrer do período de estágio foram identificadas necessidades formativas nos dois contextos e desenvolvidas estratégias para colmatar essas necessidades com o objetivo de se tornar frutífera para os serviços a minha presença e os conhecimentos levados. Deste modo, no primeiro contexto, assistência pré-hospitalar, foi realizado uma revisão da literatura denominada “Ácido tranexâmico no contexto de trauma no pré-hospitalar” colidindo numa sugestão de alteração ao protocolo de hemorragia do Instituto Nacional de Emergência Médica. No segundo contexto, Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente, foi desenvolvido um guia para a prestação de cuidados de enfermagem ao doente neurocrítico denominado “Doente Neurocrítico”. Ainda durante o estágio foi desenvolvido, em parceria com outra aluna do Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica, um artigo científico denominado “Isolamento Social por SARS-CoV2: Necessidades e Estratégias”. Para além dos contributos de melhoria para os serviços, as pesquisas e realização de documentos suprarreferidos, juntamente com todo o trabalho desenvolvido durante o estágio, permitiram o desenvolvimento de competências comuns do enfermeiro especialista, nomeadamente o desenvolvimento de uma prática profissional, ética e legal na área da especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica, a garantia de um papel dinamizador no desenvolvimento e suporte das iniciativas estratégicas institucionais na área da governação clínica, o desenvolvimento de competências no âmbito da gestão dos cuidados de enfermagem, otimizando a resposta da equipa e a articulação na equipa de saúde e de adaptação da liderança e da gestão dos recursos às situações e ao contexto, visando a garantia da qualidade dos cuidados e o desenvolvimento do autoconhecimento e assertividade, baseando a praxis clínica especializada em evidência científica. Para além disso, foi possível ainda adquirir competências especificas do enfermeiro especialista em enfermagem médico cirúrgica, nomeadamente competências relacionadas com a prestação de cuidados à pessoa, família/cuidador a vivenciar processos complexos de doença crítica e/ou falência orgânica, na dinamização da resposta em situações de emergência, exceção e catástrofe e ainda na maximização da prevenção, intervenção e controlo da infeção e de resistência a antimicrobianos perante a pessoa em situação crítica e/ou falência orgânica, face à complexidade da situação e à necessidade de respostas em tempo útil e adequadas.
Data do prémio19 mai 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAna Sousa (Supervisor)

Keywords

  • Competências
  • Cuidados de enfermagem
  • Enfermeiro especialista
  • Pessoa em situação crítica

Designação

  • Mestrado em Enfermagem

Citação

'