Construção e validação de uma escala preditiva de adesão à terapêutica anti-retroviral

  • Cláudia Patrícia Rebelo Ferreira (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A investigação em torno da infecção por VIH tem sido notável, representando, actualmente, a terapêutica anti-retroviral (TAR), o único meio de a controlar. Para ter sucesso, o tratamento carece de excelente adesão. Antes do início da TAR, as guidelines recomendam a avaliação da preparação para aderir, não concretizando, porém, forma de o fazer. O objectivo deste estudo foi construir e validar, teoricamente, uma escala que avaliasse a preparação para aderir, baseada em factores preditivos de adesão. Completaram a escala proposta 103 indivíduos infectados por VIH, com indicação para iniciar ou reiniciar TAR. A Escala de Preparação para Aderir à TAR (EPATAR), com 26 itens, foi testada psicometricamente, demonstrando sensibilidade, apropriados índices de fidelidade interna (Alpha de Cronbach>0,73) e validade factorial adequada, agregando-se os itens (cujos índices de saturação em cada factor variam entre 0,42 e 0,70) em torno de três dimensões: “percepção dos cuidados de saúde”, “aspectos psico-sociais” e “resiliência e adaptação à infecção”. A EPATAR é um instrumento de aplicação rápida e simples, que pode ser útil na identificação antecipada de situações de risco.
Data do prémio26 jan. 2012
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEmília Valadas (Supervisor)

Keywords

  • VIH
  • Terapêutica anti-retroviral
  • Adesão à terapêutica
  • Preparação
  • Escala
  • Propriedades psicométricas

Designação

  • Mestrado em Enfermagem

Citação

'