Controlo de qualidade em técnicas avançadas de radioterapia
: RapidArc®

  • Joana Marisa dos Santos Silva (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Objectivo: O objectivo do estudo foi testar a fiabilidade da detecção de erros, introduzidos aleatoriamente nas folhas do MLC, pelos sistemas utilizados no controlo de qualidade de arco terapia. Material e Métodos: Foram introduzidos erros intencionais nas posições das folhas do MLC em doze planeamentos dosimétricos de arco terapia de quatro locais anatómicos: pulmão, pélvico, cerebral e cabeça e pescoço. Os erros introduzidos eram de sete amplitudes diferentes: 0,25, 0,5, 1, 2, 2,5, 3 e 5mm. Os planos modificados foram comparados aos planos originais através do sistema de dosimetria portal, sendo as medidas analisadas através do método de análise gamma com o critério de 3%/3mm. Resultados: Não existiu relação entre a amplitude dos erros e a percentagem de detecção pelo software de Dosimetria Portal. Comparando planos dosimétricos do mesmo local anatómico, não se observaram diferenças significativas de detecção de erros. Avaliando as percentagens de detecção dos diferentes locais anatómicos verificou-se percentagens de detecção mais elevadas para os casos de pulmão e cabeça e pescoço, 83,3% e 45,8%. Tendo o pélvico e o cerebral percentagens de detecção de 12,5% e 20,8%. Os casos complexos a nível de heterogeneidade das folhas, pulmão e cabeça e pescoço apresentaram percentagens de detecção superiores comparativamente aos casos simples, pélvico e cerebral. O critério de 3%/3mm pode não ser suficientemente sensível para detectar todas as amplitudes dos erros que foram introduzidos neste estudo, principalmente em planos simples. Não houve diferença significativa de percentagens de detecção entre as folhas localizadas na periferia e no centro. Conclusão: A dosimetria portal em planeamentos dosimétricos simples é menos sensível a erros nas posições das folhas do MLC, e a análise gamma com o critério de 3%/3mm não detecta a maioria das amplitudes utilizadas nestes casos. Em planeamentos complexos, o sistema utilizado tem uma performance aceitável em termos de detecção de erro a todas as amplitudes estudadas. É importante que cada serviço de radioterapia estabeleça protocolos adequados, de acordo com as técnicas praticadas e dispositivos disponíveis, de forma a garantir um sistema de controlo de qualidade eficiente.
Data do prémio15 jun. 2015
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorJoana Vale Ferreira da Silva (Supervisor)

Designação

  • Mestrado em Engenharia Biomédica

Citação

'