COVID-19 and the safe haven role of US dollar
: a threshold regression analysis

  • Felice d´Esposito (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A situação pandémica provocada pela COVID-19 abalou o sistema financeiro global, causando grandes perturbações no mesmo. Deparando-se com riscos sem precedentes nos mercados, as pessoas procuraram incansavelmente um “safe haven” para os seus investimentos. Tendo em conta que a natureza desta crise é um compilado de múltiplos problemas, esta torna-se substancialmente diferente de todas as crises financeiras pelas quais já passamos. É por isso urgente reavaliar o papel dos tradicionais candidatos a “safe havens”. O propósito desta tese é assim testar a hipótese de que, no meio desta pandemia, o dólar dos Estados Unidos representa essa seguridade contra as ações de todos os países desenvolvidos. Para fazer esse estudo, implementei um modelo de regressão limiar de modo a capturar ligações não lineares entre ativos seguros e o mercado global de ações, amplamente documentado na literatura recente. Deste modo, a minha abordagem empírica permitiu-me distinguir entre baixas e altas condições de tensão e controlar o impacto das inversões “carry-trade”. De acordo com os resultados estimados, o dólar americano agiu como um “safe haven” durante a pandemia COVID-19, não experienciando influências significativas nas dinâmicas “carry-trade”. Os meus resultados, em conjunto com pesquisas feitas sobre a ligação do “haven” com o dólar americano, sugerem que o “safe-haven” de um determinado ativo pode ser suscetível a mudanças ao longo do tempo e entre mercado.
Data do prémio28 jun 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEva Schliephake (Supervisor)

Designação

  • Mestrado em Economia

Citação

'