Criação na Cultura Bantu como lugar de encontro com Deus à luz da Fé Cristã
: reflexão ecológico-teológico a partir da Laudato Sí do Papa Francisco

  • Pedro Katchoko Manuel Alfredo (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

É possível falar de uma criação na cultura Bantu? E como africanos, vivemos na consciência de possuir razões para isso. O que acontece, porém, a interpretação mitológica religiosa do mundo? Como se chegou na afirmação de tais mitos da criação? Não queremos aqui apresentar diversas afirmações fantasiosas a respeito do tema. Como toda e qualquer cultura, então sim podemos falar de uma criação a partir da nossa realidade, a partir da nossa RTA. Por tanto, cultura Bantu é fruto das semelhanças nas várias estruturas da vida e ser dos povos da África Subsariana. Esta dissertação procura responder esta e outras questões. Sobretudo, dedicou-se em analisar a Criação na cultura Bantu no diálogo com a Laudato Sí do Papa Francisco. Não procuramos esconder uma Africa tradicional com as suas debilidades, suas pobrezas, suas desigualdades e sua descriminação. Mas essas realidades que foram do passado e ainda são de hoje não podem conduzir-nos a viver fora do presente. Devemos buscar uma outra maneira de estar no mundo. Nesta perspectiva é possível manter um diálogo fecundo entre a cultura Bantu e a fé cristã, à luz da Laudato Sí (ecologia).
Data do prémio8 mai 2018
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorJosé Pedro Lopes Angélico (Supervisor)

Keywords

  • Cultura Bantu
  • Força vital
  • Criação na Cultura Bantu
  • Mito
  • Inculturação
  • Ecologia

Designação

  • Mestrado Integrado em Teologia

Citação

'