Da emergência extra-hospitalar ao serviço de urgência
: atuação do enfermeiro especialista

  • Andreia Filipa Arruda Raposo (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Este Relatório de Estágio surge no âmbito da Unidade Curricular – Estágio Final e Relatório, inserida no Plano Curricular do 14º Curso de Mestrado em Enfermagem com Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica na área de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica, no Instituto de Ciências da Saúde – Porto da Universidade Católica Portuguesa, no ano letivo 2021/2022. A realização desde documento visa espelhar o percurso efetuado no Estágio, quer no desenvolvimento de competências académicas, quer no crescimento profissional e pessoal neste tempo de exceção que se vivencia. O percurso decorreu no Serviço de Urgência e na Emergência Extra-hospitalar – SIV no período de 6 de setembro e 18 de dezembro de 2021. O presente documento estruturalmente é constituído por três principais pontos: o 1º no qual se realizou a caracterização dos contextos, numa vertente descritiva mas também crítico-reflexiva, um breve resumo do trajeto percorrido no estágio do 1º ano em contexto de Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente, e uma análise crítico-reflexiva dos objetivos atingidos, as atividades realizadas e as competências adquiridas no percurso deste estágio final em contexto de SU e Emergência Extra-hospitalar – SIV; no 2º ponto surge uma pesquisa bibliográfica que visou compreender as vantagens/desvantagens da utilização do colar cervical na pessoa politraumatizada em contexto de Emergência Extra-hospitalar; e no 3º ponto surge uma pesquisa bibliográfica sobre a recolha de vestígios forenses decorrentes de vítimas de agressão/crime ou morte, devido a uma ocorrência que surgiu em contexto de estágio no SU, que deu origem a um trabalho sobre o referido tema. Durante a realização de ambos os estágios, desenvolveram-se competências de prestação e gestão de cuidados à pessoa em situação crítica e na antecipação da instabilidade e risco de falência orgânica; administração de protocolos terapêuticos complexos; gestão diferenciada da dor e do bem-estar da pessoa em situação crítica e/ou falência orgânica, otimizando as respostas; assistência da pessoa, família/cuidador nas perturbações emocionais decorrentes da situação crítica de saúde/doença e/ou falência orgânica; gestão da comunicação interpessoal que fundamenta a relação terapêutica com a pessoa, família/cuidador face à situação de alta complexidade do seu estado de saúde; desenvolvimento de capacidades de reflexão crítica. Assim, neste percurso para obtenção de grau de Mestre em Enfermagem pretendeu-se descrever o conjunto de competências comuns e específicas, desenvolvidas pelo Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na área de Especialização à Pessoa em Situação Crítica, tendo sempre em vista o cuidado da pessoa de uma forma holística durante todo o seu ciclo vital. Conclui-se, assim, que todo este percurso realizado com o intuito de alcançar o grau de Mestre em Enfermagem e Especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica na vertente da Pessoa em Situação Crítica, teve implicações a nível profissional, uma vez que contribuiu para o desenvolvimento de um pensamento crítico-reflexivo em toda a gestão e processo de cuidar da pessoa em situação crítica, tendo por base a prestação de cuidados de forma holística e assente na melhor evidência científica disponível.
Data do prémio27 jun 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorIrene Oliveira (Supervisor)

Keywords

  • Pessoa em situação crítica
  • Serviço de Urgência
  • Emergência Extra-hospitalar

Designação

  • Mestrado em Enfermagem

Citação

'