Desempenho académico dos estudantes de enfermagem em ensino clínico:
: uma visão integrada de professores

  • Júlia da Conceição Marques dos Santos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

As transformações decorrentes de uma sociedade baseada na informação e no conhecimento despoletaram mudanças significativas na educação em Enfermagem, nas últimas décadas. A par da heterogeneidade da população que ingressa no ensino superior, exige-se um ensino mais atrativo e centrado no estudante de modo a estimular a motivação e consequentemente a abordagem profunda à aprendizagem.Num contexto de recetividade para a mudança, mas com dificuldade de operacionalização da mesma, este estudo visa contribuir para a compreensão e superação de fatores que parecem dificultar a adoção da aprendizagem ativa e autorregulada por parte dos estudantes, e de abordagens ao ensino focadas no estudante.Trata-se de uma investigação naturalista, com uma abordagem prioritariamente qualitativa, em formato de estudo de caso, que articulou harmoniosamente três estudos: os dois primeiros de caráter exploratório com o objetivo de conhecer a relação entre a assiduidade às aulas e desempenho académico dos estudantes, as características sociodemográficas e profissionais dos professores e respetivas Abordagens Preferenciais ao Ensino; e o terceiro, de natureza profunda, procurando identificar os fatores que interferem com o desempenho académico, sustentado em dez entrevistas a professores a lecionar a UC Enfermagem nos quatro anos de formação. Os resultados obtidos permitiram verificar que o desempenho académico dos estudantes em ensino clínico é influenciado pela assiduidade às aulas e pelo professor / abordagens ao ensino que utiliza. A frequência às aulas, pela articulação teórico-prática que se desenvolve, estimula o interesse, envolvimento, pensamento reflexivo, abordagem profunda à aprendizagem, promove a aquisição de competências e a transferibilidade de conhecimentos. Simultaneamente, a utilização de estratégias de ensino focadas no estudante e a relação pedagógica, aumentam igualmente o interesse, motivação, envolvimento e corresponsabilização do aprendente no seu processo de formação. Por sua vez, as características individuais do estudante, a formação pedagógica e estratégias de ensino focadas no professor, bem como as condições físicas e organizacionais do contexto e o formato de avaliação condicionam a assiduidade, a adoção de estratégias de ensino focadas no estudante e consequentemente o desempenho académico. Corroboramos a importância de estimular o interesse e a motivação do estudante no processo formativo através de estratégias de ensino e avaliação alinhadas construtivamente com os objetivos de aprendizagem, formação dos professores e condições físicas e organizacionais do contexto académico.
Data do prémio10 dez 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAmélia Simões Figueiredo (Supervisor)

Keywords

  • Assiduidade
  • Abordagens ao ensino
  • Desempenho académico
  • Formação em enfermagem
  • Estudante
  • Professor

Designação

  • Doutoramento em Enfermagem

Citação

'