Dos lugares e da memória ao livro-objeto

  • Luciane Araujo Campos Lessa (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A presente dissertação percorre a via investigativa – na intersecção dos campos da literatura,arte e educação –, para entender as relações entre a matéria e a ideia na escrita da memória.Ou, em outras palavras, como o pensar e o fazer se influenciam mutuamente. Tem como pontode partida uma oficina-encontro realizada com um grupo de mulheres durante uma semana nosertão mineiro que, a partir de um diálogo literário entre Portugal e Brasil, pelos textos de GuerraJunqueiro e Guimarães Rosa, trabalharam suas memórias afetivas e culturais por meio da técnicada bordadura. Os 26 bordados produzidos transformaram-se em um livro-objeto (ou objetolivro),que foi sendo construído de forma concomitante à escrita do texto dissertativoconvocando a aliança entre o pensar e o fazer também durante a investigação. A metodologiautilizada, ao trazer a esfera da experiência para junto de si, levou a um texto que se construiu deforma orgânica, ao respeitar um curso contínuo de pensamento. A Introdução é o ponto departida da chamada dissertação-viagem, porquanto realizada in via, e convida a Geografia para,junto com a História e com os Estudos Culturais, pensarem, contemporaneamente, as questõesda Identidade. Os capítulos um e dois trabalham os desdobramentos que as paisagens – naturais,humanas e culturais – exercem sobre as pessoas e suas formas de se reconhecerem e, a partirdaí, o capítulo três busca entender em que bases se construiu o livro-objeto. Este que setransformou em um monumento de memória coletiva de um lugar e de suas pessoas.
Data do prémio9 nov 2020
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorHenrique Manuel Pereira (Supervisor)

Keywords

  • Memória
  • Identidade
  • Cultura
  • Livro-objeto
  • Bordadura
  • Recado do Morro

Designação

  • Mestrado em Gestão de Indústrias Criativas

Citação

'