Dropout em atendimento psicológico com adultos
: importância de variáveis sociodemográficas e do processo terapêutico

  • Inês Cristina Freitas Ferreira (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O dropout consiste na decisão unilateral do cliente em encerrar o processo terapêutico após uma primeira sessão, que pode ocorrer pelo não comparecimento à sessão ou através da desmarcação desta sem agendamento de uma próxima. Deste modo, o presente estudo teve como objetivo geral explorar o papel de variáveis sociodemográficas, de variáveis clínicas e de variáveis do processo no dropout, numa amostra clínica de adultos. A amostra foi constituída por 354 adultos de uma Clínica Universitária de Psicologia, com idades compreendidas entre os 18 e os 77 anos. No presente estudo foram utilizados os seguintes instrumentos: (1) Ficha de Pedido de Consulta; (2) Informação disponibilizada pelos terapeutas e o (3) Brief Symptom Inventory. Os resultados, permitiram concluir que, algumas variáveis sociodemográficas - sexo, tipologia familiar e o estado civil - influenciam significativamente o dropout. Também foram encontrados resultados significativos nas variáveis clínicas – diagnóstico/ problemática, comorbilidades, medicação, índice de sintomatologia – e o dropout. E por último, Também se verificaram resultados significativos nas variáveis do processo – modelo teórico de intervenção, número de sessões total e duração do processo em meses – e o dropout. Conclui-se que o dropout não se trata de um fenómeno linear, dado que são diversas as variáveis (sociodemográficas, clínicas, processo) que influem na sua ocorrência.
Data do prémio12 jul 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAlexandra Carneiro (Supervisor) & Pedro Dias (Co-Orientador)

Keywords

  • Dropout
  • Adultos
  • Variáveis sociodemográficas
  • Variáveis clínicas
  • Variáveis do processo

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'