Employees’ intention to leave their organization
: a signal detection theory approach

  • Margarida Daniela Delgado Guedes (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O turnover representa um grande problema para as organizações. Gera custos elevados tanto para estas como para os colaboradores. Posto isto, é necessário reduzir as taxas deste indicador nas organizações. O primeiro sinal de saída é a intenção da mesma. Para prevenir que isto se concretize, é preciso entender quais as causas dessa intenção. Neste estudo, destacam-se 2 objetivos, usando a teoria de deteção de sinal como princípio: 1) determinar quais as variáveis que atuam como sinais que indicam intenção de saída dos colaboradores e 2) medir o risco incremental desses não discordarem da intenção de saída, quando na presença dessas variáveis. Saber quais as variáveis que permitem prever se os colaboradores têm ou não intenção de saída, é muito útil para as equipas de gestão. Para fazer esta análise, iniciou-se com uma revisão de literatura que destacou algumas das variáveis mais importantes relacionadas com a intenção de saída por parte dos trabalhadores. Depois dessa identificação, foi elaborado um questionário no qual essas variáveis e a intenção de saída por parte dos inquiridos foram medidas. Com os resultados do questionário, foi feita uma análise, considerando a teoria de deteção de sinal, que mostrou quais as variáveis que, naquela amostra, tiveram um poder discricionário elevado, as variáveis com maior poder para fazer uma divisão entre trabalhadores que discordam da intenção de saída e trabalhadores que não discordam dessa mesma intenção. Para identificar o risco incremental dos colaboradores não discordarem da intenção de saída aquando da presença dessas variáveis, foi feita uma análise odds ratio. Concluiu-se que, em Portugal, no setor da saúde, este tópico ainda não foi exaustivamente estudado e que são ainda mais escassos estudos que usem a teoria de deteção de sinal para prever a intenção de saída dos trabalhadores. As variáveis que apresentaram maior poder discricionário foram: compromisso afetivo, motivação identificada, clima no trabalho, sofrimento moral e o rendimento mensal. vii Compromisso afetivo foi a variável com maior risco incremental de desenvolvimento da não discordância da intenção de saída, quando o nível do mesmo fica abaixo de determinado valor. Assim sendo, estas são as variáveis que os gestores de recursos humanos devem ter em conta para prevenir que os trabalhadores abandonem as organizações.
Data do prémio7 jul. 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEva Dias de Oliveira (Supervisor)

Keywords

  • Intenção de saída
  • Compromisso organizacional
  • Motivação
  • Sofrimento moral e clima no trabalho

Designação

  • Mestrado em Gestão

Citação

'