Estratégias de adaptação à experiência de sem-abrigo
: um estudo de caso

  • Mariana Vaz Pinto Simões Travassos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O presente estudo pretende contribuir para o conhecimento acerca das estratégias de adaptação à experiência de sem-abrigo, procurando compreender os significados atribuídos ao suporte social e ao comportamento violento. Optou-se por levar a cabo um estudo de caso único, por ser representativo do fenómeno em estudo e pelo facto de existir uma relação prévia e duradoura com o participante. Através da metodologia qualitativa foi analisado um diário de campo, constituído entre janeiro de 2013 e abril de 2014, bem como notas de terreno e entrevistas semiestruturadas, elaboradas entre janeiro e abril de 2015. Os dados foram analisados seguindo os princípios da Grounded Theory e com o auxílio do software para análise de dados NVivo 10. Os principais resultados deste estudo apontam para uma dualidade associada ao suporte social no processo de adaptação à vida de rua, na medida em que tanto o isolamento como a integração social acomodam funções de adaptação. Adicionalmente, os dados sugerem que o comportamento violento se associa ao aumento da autoestima, bem como à capacidade de sobrevivência inerente à adversidade da vida na rua.
Data do prémio20 jul. 2015
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorMaria do Carmo Carvalho (Supervisor) & Mariana Barbosa (Co-Orientador)

Keywords

  • Sem-abrigo
  • Adaptação
  • Suporte social
  • Comportamento violento

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'