Exportação indireta e velocidade da internacionalização
: o caso de três PMEs portuguesas na Polónia

  • Mariana Pio Parracho Monteiro (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Apesar do tema da internacionalização não ser recente, poucos estudos foram realizados acerca do impacto que os agentes de exportação indireta têm na velocidade de internacionalização das empresas. O presente Trabalho Final de Mestrado visa analisar o processo de internacionalização de três PMEs portuguesas para a Polónia, cujo modo de entrada escolhido foi a exportação indireta por meio de agente. O agente transversal às três empresas é a KG International, uma empresa de consultoria portuguesa. Com isto, pretende-se responder à questão de investigação “Qual o impacto do agente de exportação indireta na velocidade de internacionalização de PMEs?”. Para tal, a metodologia utlizada foi o estudo de caso múltiplo, revelando-se o método mais adequado aos objetivos deste estudo. Os propósitos deste estudo passam por: 1) perceber a relação entre os agentes de exportação e a velocidade da internacionalização; 2) rever a literatura e pesquisas realizadas no âmbito destes conceitos; 3) apresentar evidência empírica com base num estágio curricular na empresa Konsulting Group International (KG International; 4) propor um modelo baseado na comparação entre a teoria e os casos de estudo. Os três casos revelaram que o agente de exportação indireta tem uma influência positiva na velocidade de internacionalização das empresas, permitindo que estas cresçam e se tornem mais competitivas.
Data do prémio13 nov. 2018
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorRicardo Alexandre Morais (Supervisor)

Keywords

  • Exportação indireta
  • Velocidade da internacionalização
  • Estudo de caso
  • PMEs
  • Portugal
  • Polónia

Designação

  • Mestrado em Gestão

Citação

'