Fusões inversas
: aspectos contabilísticos e fiscais

  • Patrícia Gomes (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Este trabalho visa analisar os aspectos contabilísticos e fiscais das fusões, em especial das fusões inversas. A fusão consiste numa operação em que uma sociedade se une a outra sociedade, sendo que, no final apenas uma existirá. No caso da fusão inversa, existe incorporação de uma sociedade por outra sociedade, mas a sociedade incorporante é a subsidiária da sociedade incorporada, que, por sua vez, é a sociedade “mãe”. Numa primeira fase, a análise centrar-se-á nas fusões ditas “normais”. Numa segunda fase, será analisado o enquadramento específico das fusões inversas. Por fim, em termos fiscais, tanto as fusões em termos gerais, como as fusões inversas, são passíveis da atribuição do regime de neutralidade fiscal. Em termos contabilísticos, o tratamento aplicável às fusões é ainda objecto de debate, sendo que depende da existência de controlo ou não e da direcção da operação, i.e, normal ou inversa.
Data do prémio2015
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorCristina Pinto (Supervisor) & Paulo Alves (Supervisor)

Keywords

  • Fusão inversa
  • Regime de neutralidade fiscal
  • Controlo
  • Direcção da operação

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'