Gestão intercultural e cultura organizacional
: o caso do Volkswagen Bank em Portugal

  • Sara Santiago Pires (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A globalização e o consequente desenvolvimento das tecnologias acentuaram a possibilidade de deslocação de empresas e pessoas. No mundo globalizado, as multinacionais passaram a fazer parte dos tecidos empresariais locais e as equipas de trabalho passaram, em muitos casos, a ser compostas não só por indivíduos locais mas também por colegas de outros países. Assim sendo, a língua, a cultura e a comunicação intercultural passaram a ter um papel relevante pois passou a ser necessário uniformizar práticas entre empresa mãe e subsidiárias, assim como ter em atenção possíveis diferenças culturais entre a cultura de partida e a cultura de chegada. O objetivo deste trabalho será, a partir de uma experiência profissional em contexto de estágio no Volkswagen Bank, tentar perceber qual a dinâmica cultural e organizacional de uma multinacional. Neste caso, compreender quais as principais diferenças culturais entre a cultura alemã e a cultura portuguesa e de que forma essas diferenças contribuem ou modificam a cultura organizacional no ambiente de trabalho de um grupo multinacional como o Volkswagen Bank.
Data do prémio2014
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPeter Hanenberg (Supervisor)

Keywords

  • Comunicação intercultural
  • Gestão intercultural
  • Cultural organizacional
  • Línguas aplicadas

Designação

  • Mestrado em Línguas Estrangeiras Aplicadas

Citação

'