Grã-parentalidade no masculino
: o avô na saúde da família

  • Sónia Margarida dos Santos Coelho (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Enquadramento: O nascimento de uma criança é um acontecimento que provoca uma série de alterações nos papéis desempenhados e na dinâmica familiar, estas alterações não estão confinadas apenas ao casal, mas são alargadas a toda a família. Estudar a grã-parentalidade no masculino é encontrar o papel de destaque do avô na saúde da família. Objetivos: Desenvolver uma teoria explicativa de médio alcance do processo de transição para a grã-parentalidade na figura do homem enquanto avô; descrever o processo de transição para a grã-parentalidade do homem enquanto avô; descrever a natureza da transição para a grã-parentalidade do homem enquanto avô; identificar as condições facilitadoras e inibidoras da transição do homem enquanto avô a nível pessoal, comunitárias e sociais; identificar os padrões de resposta da transição para a grã-parentalidade no homem enquanto avô; e caracterizar o desempenho do papel grãparental na figura do homem enquanto avô na saúde da família Metodologia: Estudo qualitativo, com referencial na Grounded Theory de acordo com as orientações metodológicas de Strauss e Corbin (2002;2008), aprovado pela Comissão de Ética da Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. A amostra intencional foi constituída por vinte e seis avôs salvaguardando-se os critérios de inclusão e exclusão definidos, após consentimento informado. A recolha de dados decorreu entre outubro de 2016 a maio de 2018, na qual os avôs relataram a sua experiência de grã-parentalidade. Resultados: O homem enquanto avô desempenha diferentes tarefas ou funções dentro da comunidade e do núcleo familiar onde está inserido com vista a saúde familiar, esse desempenho de papel abarca as funções: de mediador familiar, de apoio Instrumental, relacional, de apoio financeiro, de educador, lúdica, de cuidador da saúde e transmissor de tradições, histórias e valores. Considerando a recolha e análise de dados emergiu a teoria de médio alcance explicativa do fenómeno da transição para a grã-parentalidade no masculino que pretende ser um instrumento para os enfermeiros ajudarem os homens a fazem transições salubres para a grã-parentalidade. O fenómeno em estudo é o tornar-se avô: processo de construção da grã-parentalidade no masculino que se desenrola no contexto comunitário e familiar, no qual se insere o âmbito da saúde familiar, onde o avô pode assumir grande relevo. A condição causal do fenómeno é assumindo o papel de avô. As condições intervenientes que dificultam ou facilitam o processo de construção da grã-parentalidade no masculino são: sentimentos que emergem do facto de se tornar avô, assistindo à restruturação do conceito de família, restruturando as relações, revivendo a parentalidade, assimilando um conceito de parentalidade diferente e assistindo a transições na família. As estratégias encontradas através da análise dos dados foram: assumindo diferença nos papéis, tendo as figuras dos avós como referenciais de interação, assumindo o apoio instrumental aos filhos nos cuidados aos netos, construindo uma relação com os netos, prestando ajuda instrumental – financeira, atribuindo significado às tarefas que o avô desempenha, assumindo as dificuldades e valorizando as atividades lúdicas com os netos. As consequências do salto geracional são descritas como: sentindo uma oportunidade de desenvolvimento pessoal, demonstrando autoconfiança no desempenho de papel, assumindo um novo projeto de vida, valorizando a situação da sua própria saúde e da família e manifestando sentimentos de continuidade geracional. Conclusão: Estudar a figura do avô, construindo uma teoria de médio alcance explicativa do fenómeno da transição para a grã-parentalidade e caraterizando o desempenho do seu papel, tem um enfoque relativamente ao papel grã-parental no âmbito da saúde da família, dando visibilidade e sustentabilidade à figura do avô no acompanhamento e cuidados aos netos, ajudando, deste modo, os profissionais de saúde a integrarem o fenómeno da grã-parentalidade, e auxiliando os homens nesta fase da sua vida enquanto elementos chave na harmonização da relação intergeracional no seio da família e na comunidade.
Data do prémio3 jun. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorIsabel Margarida Marques Monteiro Dias Mendes (Supervisor)

Keywords

  • Enfermagem
  • Grã-parentalidade
  • Avôs
  • Transição

Designação

  • Doutoramento em Enfermagem

Citação

'