Impact of European Structural Funds used on competitiveness and financing of portuguese Small-Medium enterprises

  • Inês Elisabete Barbosa Tavares Dias (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar empiricamente o impacto dos Fundos Estruturais Europeus utilizados no financiamento e competitividade das pequenas e médias empresas portuguesas. Algum estudo empírico foi já efetuado relativamente ao impacto dos Fundos Estruturais Europeus em vários países europeus, especialmente em termos macroeconómicos, mas a análise centrada no impacto microeconómico nas pequenas e médias empresas tem sido aparentemente menosprezada. Este artigo procura preencher, particularmente para o caso de Portugal, focando-se nas pequenas e médias empresas elegíveis para Portugal 2020. Utilizando uma metodologia de dados em painel e considerando uma amostra não equilibrada de 228 empresas elegíveis para o Portugal 2020 no período 2015-2019, os resultados indicam que as pequenas e médias empresas financiadas pelos Fundos Estruturais Europeus, neste caso o Portugal 2020, tendem a apresentar um desempenho superior em certos parâmetros e, consequentemente, estes fundos aparentam ser uma opção de financiamento que as empresas com projetos elegíveis deverão ativamente considerar. Assim, os resultados deste trabalho contribuem para esclarecer o impacto positivo dos Fundos Estruturais da União Europeia na competitividade das pequenas e médias empresas, o que é uma questão relevante não apenas para os gestores, mas para a própria sociedade em geral.
Data do prémio13 jul 2022
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorLuis Pedro Krug Pacheco (Supervisor)

Keywords

  • Consultoria
  • Estrutura de capital
  • Fundos estruturais
  • Dificuldade de financiamento das pequenas-médias empresas
  • Pequenas-médias empresas
  • Portugal 2020

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'