Interrelações entre bullying, autoconceito e empatia
: um estudo exploratório numa Escola TEIP

  • Alexandra Martins Marques (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O bullying em contexto escolar tem-se revelado um problema de saúde pública, sendo que, de entre os diversos fatores de risco que estão na sua origem, destacam-se as vulnerabilidades associadas às competências socioemocionais (Lines, 2008), nomeadamente o autoconceito e empatia. Neste sentido, no âmbito do Projeto ACT – Aprender Com Todos, o presente estudo tem como objetivo caracterizar o bullying e explorar a sua relação com o autoconceito e empatia, junto de uma amostra de jovens do 3º ciclo que frequentam uma escola TEIP (Território Educativo de Intervenção Prioritária). Para o efeito, administraram-se quatro instrumentos: i) Questionário Sociodemográfico; ii) Questionário sobre Comportamentos de Bullying; iii) Escala de Empata Básica; e iv) Escala de Autoconceito de Piers-Harris. Dos resultados obtidos, destaca-se a correlação significativa negativa entre vitimação e autoconceito, a ausência de associação entre empatia e bullying, bem como as diferenças significativas entre comportamentos de vitimação e bullying em função do género. Os resultados são discutidos à luz da psicologia da justiça e do comportamento desviante, procurando refletir sobre boas práticas com vista à prevenção do bullying.
Data do prémio16 jul 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorLurdes Veríssimo (Supervisor) & Marisa Costa (Co-Orientador)

Keywords

  • Bullying
  • Vitimação
  • Autoconceito
  • Empatia
  • Jovens

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'