Libermann e a evangelização na Costa Ocidental Africana
: uma visão propedêutica ao Papa Francisco

  • Misael de Jesus Pereira Moreira (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O Cristianismo só chegou à África Ocidental no século XV, mas sabe-se que não foi neste período que se deu o seu primeiro contacto com o continente, pois as suas raízes estão em África. Depois de ter percorrido a Europa, vai chegar à Costa nas caravelas dos colonizadores, que tinham a missão de converter os “pagãos” e de impor a fé. A primeira vaga de evangelização não teve sucesso por falhas de método. Só nos finais do século XVIII e início do XIX é que a evangelização começa a fazer-se sentir, através dos missionários enviados pelas congregações missionárias fundadas nessa época. A congregação de Libermann destaca-se pela sua proximidade para com os negros, na luta pela libertação dos escravos e na integração dos libertos. Os negros eram os miseráveis do seu tempo. Hoje o Papa Francisco pede à Igreja uma nova saída, ir às periferias e trazer os pobres e excluídos para o centro. O seu plano de reforma, expresso sobretudo na Evangelii Gaudium, tem muito de comum com aquilo que Libermann propôs aos seus missionários, e desafia as igrejas da Costa Ocidental Africana a traçar o seu próprio plano de ação.
Data do prémio15 out. 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorLuís M. Figueiredo Rodrigues (Supervisor)

Keywords

  • Evangelização
  • Reforma
  • Libertação
  • África Ocidental
  • Papa Francisco
  • Evangelii Gaudium
  • Francis Libermann

Designação

  • Mestrado Integrado em Teologia

Citação

'