Marie-Thérèse Cécile Lévêque e o Instituto de Serviço Social (1935-1946)
: história e memória

  • Maria Isabel Rodrigues dos Santos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A presente tese analisa a história da emergência e institucionalização do serviço social em Portugal, a partir da criação do Instituto de Serviço Social (ISS), em Lisboa. A perspectiva analítica adoptada procura conjugar a atenção às dinâmicas históricas que atravessaram e caracterizaram a sociedade portuguesa nas décadas de 1930 e 1940, com as questões mais específicas relativas ao ensino e à profissionalização do serviço social na Europa e no mundo. Especial atenção foi dada a alguns actores individuais e ao seu papel em face dos processos de institucionalização em curso, com destaque para Marie-Thérèse Cécile Lévêque, directora técnica daquele Instituto, entre 1935 e 1946. O corpus documental que sustenta este estudo resultou da pesquisa em arquivos, centros de documentação e outros locais de repositório arquivístico, dispersos por Portugal e vários países europeus, e foi enriquecido com o testemunho oral de uma assistente social que integrou o primeiro grupo de alunas do ISS. A pesquisa desenvolvida permitiu revelar as incoerências e descompassos no contexto político do Estado Novo e do quadro normativo adoptado, que propiciaram a abertura de espaços de autonomia para estratégias de pensamento e acção de alguns dos agentes históricos no delinear do campo do serviço social em Portugal, oriundos nomeadamente do catolicismo social.
Data do prémio26 mai. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorFrancisco Branco (Supervisor) & Paulo F. de Oliveira Fontes (Co-Orientador)

Keywords

  • História do Serviço Social
  • Portugal
  • Instituto de Serviço Social
  • Marie Thérèse Cécile Lévêque
  • Estado Novo
  • Catolicismo social
  • Dinâmicas internas

Designação

  • Doutoramento em Serviço Social

Citação

'