Masculinidades e violência sexual em ambientes recreativos noturnos
: uma análise comparativa entre a geração Y e Z

  • Henrique Nuno de Jesus Nunes de Azevedo (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O presente estudo procura analisar, a partir das repostas a um questionário online, as crenças associadas às perceções de masculinidade em homens da geração Y e Z que frequentam ambientes recreativos noturnos (ARN), de modo a analisar em que medida a adesão a normas de masculinidade hegemónica contribui para a prática de comportamentos de violência sexual em ARN. Irá estabelecer a comparação entre as respostas dadas por indivíduos de duas gerações distintas (Y e Z). Será realizada também uma análise de género para as gerações em estudo, comparando as respostas dadas por respondentes que se identificam como homem e como mulher. A amostra é constituída por 312 participantes, dos quais 69 se identificaram como homens e 243 se identificaram como mulheres. As idades variam entre os 19 e os 41 anos de idade com uma média de 26,9 anos. Recorrendo a análises estatísticas são assinaladas as diferenças estatisticamente significativas entre os grupos em estudo. Os resultados demonstram diferenças entre o número de homens que se envolve em dinâmicas de violência sexual em ARN em comparação às mulheres, assim como, diferenças relativas à compressão do fenómeno da violência sexual em ARN e a sua relação com diferenças intergeracionais e/ou de género. Este estudo tem como objetivo contribuir para a compreensão da violência sexual em contextos sociais, especificamente a que emerge em ARN, esperandose que os seus resultados apoiem políticas e práticas que apoiem a promoção de experiências de lazer noturno mais seguras e igualitárias.
Data do prémio7 dez 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
Supervisor Cristiana Pires (Supervisor) & Filipa Sobral (Co-Orientador)

Keywords

  • Violência sexual
  • Geração
  • Ambientes recreativos noturnos
  • Análise de género

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'