Membrana amniótica no tratamento de úlceras de etiologia venosa no membro inferior

  • Ana Paula Oliveira Duarte Silva Folhadela (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Viver com uma ferida afeta a qualidade de vida das pessoas, independentemente da etiologia da mesma. Torna-se emergente estudar formas de diminuir este impacto na vida da pessoa com ferida. Um dos tratamentos possíveis de úlceras do membro inferior é a utilização da membrana amniótica, mas ainda é pouco conhecido. O tratamento com a membrana amniótica tem constituído uma grande aposta, pela promessa duma melhoria significativa na qualidade de vida humana. Possui várias propriedades biológicas tais como a redução da carga bacteriana e a promoção da cura de feridas infetadas. Tem como especificidade não induzir a rejeição imunológica após o transplante pelo fato de não expressar os antigénios de histocompatibilidade, tornando-se uma opção de enxerto. Neste sentido a utilização deste recurso no tratamento de úlceras do membro inferior surge como ponto de partida para um estudo de série de casos de úlceras venosas tratadas com uso de membrana amniótica. Para tal a nossa amostra constitui-se de cinco pessoas com úlcera venosa e que aceitaram participar no estudo. Foram submetidas ao tratamento protocolado e monitorizada a intervenção. Em três dos sujeitos da amostra houve cicatrização, sendo que os dois restantes participantes obtiveram uma melhoria durante a fase de intervenção mas sem cicatrização completa. Escrever os resultados da dor, da redução da área da ferida tal sugere a necessidade de novos estudos para assegurar a sua eficácia.
Data do prémio6 dez 2017
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPaulo Alves (Supervisor)

Keywords

  • Feridas
  • Cicatrização de feridas
  • Membrana amniótica: Úlceras de perna

Designação

  • Mestrado em Feridas e Viabilidade Tecidular

Citação

'