O contributo do conceito de felicidade em S. Agostinho para lecionação da «Unidade Letiva 3
: Projeto de Vida»

  • Filipe André Sousa Rodrigues (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Com este trabalho sobre «O contributo do conceito de felicidade em S. Agostinho para lecionação da “Unidade Letiva 3: Projeto de Vida”» temos por objetivo propor alterações ao Programa de Educação Moral e Religiosa Católica a partir da inspiração agostiniana, nomeadamente do conceito de felicidade e outros conceitos complementares. Este conceito atravessa toda a obra de Agostinho, sendo considerado uma meta atingida em plenitude em Deus e uma tarefa que implica a vivência de um amor ordenado que marca a interioridade, orienta para a descoberta de Deus no mais profundo de si mesmo, e as relações com o outro e com os bens materiais. Assim, refletir a felicidade em Agostinho implica mover-nos dentro de uma antropologia integral, que valoriza e envolve cada dimensão da pessoa humana na construção de um projeto de vida com sentido e orientador. Com este objetivo, desenvolveremos o trabalho em três capítulos. No primeiro, contextualizaremos a PES, o que refletirá o percurso realizado no estágio na escola D. Fernando II do agrupamento de escolas Monte da Lua; no segundo, estudaremos o conceito de felicidade em Santo Agostinho, focando-nos nas raízes filosóficas e bíblicas e na análise, por temáticas, deste assunto nas obras deste autor; por fim, apresentaremos a nossa proposta pedagógica, com a sugestão de alterações ao Programa e a planificação de uma primeira aula de acordo com essas propostas.
Data do prémio22 jul. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorIsidro Lamelas (Supervisor) & Juan Ambrosio (Co-Orientador)

Keywords

  • Felicidade
  • Projeto de vida
  • Interioridade
  • Vida interior
  • Desejo
  • Deus
  • Valores
  • Amor ordenado
  • Patrística
  • Agostinho
  • EMRC

Designação

  • Mestrado em Ciências Religiosas

Citação

'