O impacto percebido da dança na qualidade de vida de um grupo de idosos
: estudo exploratório

  • Rita de Oliveira Ferraz Pimenta Soeiro (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Num tempo em que assistimos a um fenómeno de amplitude mundial – envelhecimento da população – urge promover a qualidade de vida das pessoas idosas e, consequentemente, o envelhecimento bem-sucedido (Paúl, Fonseca, Martim & Amado, 2005). Dessarte, o presente estudo, de caráter exploratório, teve como objetivo explorar o impacto percebido da dança na qualidade de vida de um grupo de idosos. Através de uma metodologia mista, foram envolvidos, num primeiro momento, 16 participantes, com idades compreendidas entre os 70 e os 88 anos, tendo sido utilizados o WHOQOL-Bref para avaliar o nível de qualidade de vida dos participantes e o Instrumento de Avaliação do Bem-Estar Após as Aulas de Dança para explorar o impacto percebido da dança no bem-estar após as aulas de dança. Num segundo momento foram realizadas entrevistas a seis participantes, com a finalidade de explorar o impacto percebido da dança na qualidade de vida e a relação entre o nível de qualidade de vida e os fatores associados à prática da dança (tempo da prática de dança e motivação para a dança). Os principais resultados revelam que a dança é um importante determinante da qualidade de vida destes idosos, percebida como uma experiência prazerosa que influencia positivamente, sobretudo, as dimensões psicológica, social, física e espiritual/religiosa da qualidade de vida.
Data do prémio2015
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorLuísa Campos (Supervisor) & Lurdes Veríssimo (Co-Orientador)

Keywords

  • Idosos
  • Qualidade de vida
  • Dança

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'