Os movimentos sociais na Igreja
: uma concretização no contexto da II Guerra Mundial, a família Ulma : dinâmicas confraternais que conduziram o casal Ulma a arriscar a própria vida pela justiça, verdade e caridade

  • Marcin Sek (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O casal Józef e Wiktoria Ulma e os seus sete filhos foram, no período de ocupação Nazi na Polónia durante a Segunda Guerra Mundial, fuzilados, bem como os judeus a quem tinham dado o seu apoio. O regime Nazi proibira, sob pena capital, qualquer tipo de apoio aos judeus e a decisão do casal Ulma em transgredir essa proibição, com todos os riscos que ela implicava, foi o resultado de uma consciência moldada na busca pela justiça e pela caridade. A profundidade desta opção pelo bem explica-se, porém, por uma vivência e formação cristã para além da missa dominical: Józef Ulma pertencera, na sua juventude, a uma das quatro colunas da Ação Católica na Polónia – a Associação Católica da Juventude Masculina – e posteriormente à União Camponesa dos Jovens “Wici”. A Ação Católica foi, portanto, fundamental para a vida espiritual da Família Ulma, como dinâmica confraternal que lhes permitiu pôr em prática aquilo que o Papa Pio XI explanara sobre a relação entre justiça e caridade, bem como a posição católica perante o Nazismo e o Comunismo.
Data do prémio14 nov. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAntónio Matos Ferreira (Supervisor)

Keywords

  • Família Ulma
  • Polónia
  • Movimentos Rurais
  • Ação Católica
  • Pio XI
  • Judeus
  • II Guerra Mundial
  • Nazismo
  • Comunismo
  • Justiça
  • Caridade
  • Verdade

Designação

  • Mestrado Integrado em Teologia

Citação

'