Perceived financial threats and prosocial behavior in the light of the COVID-19 pandemic

  • Florian Clemens Nießler (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A pandemia do coronavírus causou muitas mortes e doentes, afetou o dia-a-dia, desacelerou a economia global e é responsável por uma infinidade de outras consequências. Portanto, a pandemia resultou em pressões adicionais para a vida pessoal e profissional de todos. Em tempos de incerteza, os indivíduos podem perceber as tensões económicas como ameaças, dependendo principalmente da situação financeira individual subjacente a cada um. Assumindo isso, esta dissertação pretende investigar o impacto das ameaças financeiras percebidas no comportamento pró-social dos indivíduos. Propõe-se que os indivíduos que percebem ameaças financeiras ajam de forma mais pró-social. Para além disso, propõem-se que indivíduos com maior preocupação empática ajam de forma mais pró-social, sendo esta uma variável mediadora entre o impacto da ameaça financeira e o comportamento pró-social. Usando dados de um estudo online realizado de forma independente, os resultados sugerem que os indivíduos que percebem a existência de ameaças financeiras agem de forma mais pró-social. Também, os resultados revelaram que os indivíduos com maior preocupação empática agem de forma mais pró-social em comparação com aqueles com menor preocupação empática. No entanto, o estudo não sugere que a preocupação empática atua como um mediador. Assim, esta dissertação contribui para uma compreensão mais profunda do comportamento pró-social dos indivíduos durante uma pandemia.
Data do prémio26 abr. 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorFilipa de Almeida (Supervisor)

Keywords

  • COVID-19
  • Efeitos da pandemia
  • Comportamento pró-social
  • Preocupação empática
  • Ameaça financeira percebida

Designação

  • Mestrado em Gestão e Administração de Empresas

Citação

'