Portfolio performance evaluation and gender diversity in Europe

  • João Eduardo Lima da Costa (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Na década passada, a diversidade de género tornou-se num tema omnipresente. Diversos fatores foram analisados sendo que alguns, como a diferença salarial entre géneros, teve grande impacto mediático. Dado isto, observou-se uma alteração nos objetivos das empresas, verificando-se maior preocupação não só com a performance financeira, mas também com o impacto social. Não obstante, ambas as partes estão interligadas e é exatamente isso que este trabalho de final de mestrado pretende analisar, verificando se a diversidade de género tem impacto na performance financeira da empresa e, caso tenha, se o mesmo é positivo ou negativo. De modo a atingir esse objetivo, é necessário introduzir o suporte teórico para a análise de performance de portefólios, que pode ser dividido em condicional ou incondicional. O primeiro tem em conta a economia dinâmica na qual estamos inseridos, apresentando modelos mais complexos (também mais propícios a erros de especificação), enquanto o último assume uma realidade estática, permitindo modelos mais práticos, facilmente aplicados a um conjunto de dados. Destes últimos, são realçados os modelos que fazem o retorno de um portefólio depender de três, quatro e cinco fatores, sendo os modelos aplicados ao conjunto de dados que analisamos. Construímos o nosso portefólio através do documento da organização EWOB (European Women On Board) onde as empresas que constituem o Stoxx 600 são classificadas de acordo com o rácio de mulheres que ocupam posições nos seus Conselhos de Direção. Assim, foram criados dois tipos de portefólios: Top 20 (com um rácio elevado de mulheres no Conselho de Direção) e o Bottom 20 (com um rácio baixo de mulheres no Conselho de Direção). No final, concluímos que ambos os modelos de quatro e cinco fatores se encontravam bem ajustados aos nossos dados, sugerindo que a presença de mais mulheres nos Conselhos de Direção das empresas não está associado a um incremento de performance.
Data do prémio24 mar 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorJoão Pinto (Supervisor) & João Novais (Co-Orientador)

Keywords

  • Performance condicional-incondicional de Portefólio
  • Diversidade de género
  • Stoxx 600

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'