Probabilities of default
: what is the impact of Covid-19 in portuguese micro-enterprises?

  • José Pedro Nolasco Amaral Gomes Cruz (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Esta dissertação tem como objetivo quantificar o impacto da atual pandemia no risco de crédito das Micro-empresas portuguesas. Para tal, foi calculada a probabilidade de falência antes e depois do choque pandémico usando uma versão modificada do modelo estrutural proposto por Eisdorfer, Goyal, & Zhdanov (2019). Para este exercício, foram criadas empresas representativas de cada um dos 14 sectores em análise. Estas empresas foram criadas utilizando uma base de dados de mais de 200 000 empresas com observações entre 2006 e 2018. Os choques sectoriais são calibrados utilizando o inquérito rápido sobre o impacto pandémico nos negócios das empresas, publicado pelo Instituto Nacional de Estatística e pelo Banco de Portugal. Os resultados deste exercício sugerem que o sector de Alojamento e Serviços Alimentares é o sector mais afetado com a sua probabilidade de falência dentro de dois anos a aumentar de 1.49% para 14.20%. Em média, a probabilidade acumulada de falência de dois anos aumenta em 6.46 pontos percentuais com a atual pandemia. Compreendendo os determinantes do impacto do choque, o nível de liquidez inicial revela ser um fator importante. Esta dissertação demonstra que um nível mais elevado de liquidez permite às empresas minimizar o impacto da atual pandemia na distância até a falência.
Data do prémio27 abr 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorDiana Bonfim (Supervisor) & Nuno Silva (Co-Orientador)

Keywords

  • Covid-19
  • Probabilidades de falência
  • Distância para a falência
  • Risco de crédito
  • Micro-empresas

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'