Relação entre escalas de validade do MMPI e o Outcome cognitivo em TCE referenciados por seguradoras

  • Lwiana Nahari Pinto Rocha Araújo (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Enquadramento Teórico: A utilização de testes de validade de desempenho é feita deforma recorrente em processos de avaliação psicológica e neuropsicológica em contexto de avaliação. Em grupos de litigantes a contextualização dos resultados poderá ser questionada pois, segundo a literatura, neste grupo de sujeitos a possibilidade de existir esforço insuficiente na realização das provas, é maior. Isto porque poderão existir perspetivas de ganho secundário, tais como compensações monetárias, reforma antecipada ou outro tipo de compensações. Dada a relevância da avaliação do esforço insuficiente achou-se pertinente estudar na presente amostra de sujeitos, possíveis alterações do seu perfil neuropsicológico bem como da relação deste com as escalas de validade do Mini-mult L, F, K, em particular do índice de Gough,.num grupo de sujeitos envolvidos em situações de litígio e outros indivíduos atendidos numa clínica de reabilitação de lesão cerebral. Este estudo foi realizado numa amostra Portuguesa. Metodologia: Este estudo retrospetivo conta com uma amostra de conveniência constituída por 36 sujeitos com idades compreendidas entre os 23 e os 69 anos que foram divididos em dois grupos mediante o valor obtido no índice de Gough através do ponto de corte >12 “simuladores” e “não simuladores”. Foram analisados dados referentes às funções cognitivas através de várias provas: Escalas de validade de dados psicológicos,índice de intensidade de sofrimento psíquico, provas neuropsicológicas que avaliam as funções nervosas superiores e diversos domínios específicos, tais como a memória, atenção concentrada e sustentada, capacidade de aprendizagem e memória verbal,coordenação visuo motora, iniciativa e perseveração. Conclusões: Foram encontradas diferenças significativas entre os grupos nas provas cognitivas: TMT-B (Erros, Tempo de execução; Rácio B/A) TP (índice de dispersão), WCST (nº de ensaios administrados, nº de erros, nº de respostas perseverativas e nº de categorias concluídas). A Memória de dígitos direta é um preditor significativo do índice de Gough. No grupo de “não simuladores” foram encontradas diferenças significativas entre os dois momentos de avaliação deste, nas provas que avaliam a capacidade de abstração do sujeito (MPRc) e a capacidade de aprendizagem (AVLT - Total Learning). Foi encontrada uma correlação entre o IGS e o índice de Gough.
Data do prémio20 mai 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorFilipa Ribeiro (Supervisor) & Norberto Pereira (Supervisor)

Keywords

  • Malingering
  • Índice de Gough
  • SCL-90
  • Reabilitação neuropsicológica

Designação

  • Mestrado em Neuropsicologia

Citação

'