Relatório de estágio observacional em cuidados paliativos

  • Manuel Maria Botelho Gomes Barbosa (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Assiste-se hoje em dia a uma “desumanização” da morte e do morrer. Em Portugal, apesar do longo caminho percorrido, ainda há muito por fazer nos Cuidados Paliativos. São grandes as carências de recursos materiais e de recursos humanos. É fundamental investir na formação holística dos profissionais, que vai muito além dos aspetos técnicos ligados aos Cuidados Paliativos. Neste contexto, o aluno realizou estágio observacional no âmbito do Mestrado em Cuidados Paliativos, do qual resultou o presente relatório. Estando o aluno a completar o internato de formação específica em Medicina Geral e Familiar, foi dada preferência a uma experiência prática em Cuidados Paliativos, abrangendo realidades distintas. Realizou-se estágio com a Equipa de Suporte em Cuidados Paliativos da Unidade Local de Saúde de Matosinhos, na sua componente intra-hospitalar, ambulatória e domiciliária. Realizou-se ainda estágio no Centro San Camilo em Tres Cantos (Madrid), quer na sua vertente assistencial quer na sua vertente formativa. Neste período foi possível participar nas atividades da Unidad de Cuidados Paliativos, na Residencia Geriátrica Asistida, no Centro de Día e no Centro de Humanización de la Salud. Da análise crítica dos estágios efetuados, salienta-se a importância das competências técnicas, dos recursos materiais e, também, das atitudes – todos necessários em Cuidados Paliativos. Em Portugal, é importante a sensibilização profissional, social e política para o que são, o que oferecem e qual a importância dos Cuidados Paliativos.
Data do prémio18 jul 2017
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorJoão Costa Amado (Supervisor)

Designação

  • Mestrado em Cuidados Paliativos

Citação

'