The determinants of bank profitability
: evidence from Portugal

  • Pedro Rúben Gonçalves Nunes (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A presente dissertação tem como objetivo estudar os principais fatores que determinam a rentabilidade dos Bancos Portugueses. Deste modo, utilizámos dados públicos provenientes da Associação Portuguesa de Bancos (APB) para o período compreendido entre o primeiro semestre de 2010 e o último semestre de 2019. Além disso, dividimos a amostra em bancos sob intervenção (aquisição, fusão e/ou falência) e bancos sólidos para analisar o comportamento de diferentes variáveis quando fazemos regressões em cada modelo. Seguindo Arellano e Bover (1995) e Blundell e Bond (1998), usamos uma especificação de modelo dinâmico conhecido como Método Generalizado dos Momentos, que controla a persistência do lucro. Como principal medida de desempenho dos bancos, utilizamos o retorno sobre os ativos médios (ROAA). Os resultados deste estudo sugerem que boa eficiência, maior diversificação das receitas, maior capitalização e maior proporção de depósitos têm um impacto positivo na rendibilidade dos bancos portugueses. As provisões para perdas com empréstimos só têm um impacto negativo significativo na medida de desempenho ROAA quando regredimos com bancos sob intervenção. Além disso, durante este período, fornecemos evidências de uma relação negativa entre o tamanho e o desempenho quando usamos regressões com o retorno sobre o património líquido médio. Finalmente, o nosso estudo não mostra nenhuma relação clara entre os fatores macroeconómicos e a rendibilidade dos bancos portugueses.
Data do prémio25 jan 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEva Schliephake (Supervisor)

Keywords

  • Rentabilidade bancária
  • Fatores específicos do banco
  • Fatores macroeconómicos

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'