The effect of positive CSR engagement on firm’s financial distress risk in Europe

  • Anna Maria Castenholz (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Este estudo examina a influência da Responsabilidade Social Corporativa (RSC) no risco de crise financeira de uma empresa. Os fatores ambientais, sociais e de governação (ESG) são utilizados como substitutos para a RSC, enquanto três medidas diferentes são aplicadas para avaliar os níveis de dificuldades financeiras, nomeadamente o Z-Score da Altman, o O-Score da Ohlson e o Modelo de Risco de Shumway. Após análise de um conjunto de dados europeu de 1097 empresas cotadas na bolsa, abrangendo o período de 2002-2018, os resultados sugerem que o envolvimento positivo em termos de RSC reduz a probabilidade de cair em situações de dificuldades financeiras dispendiosas, enquanto que os resultados são ainda mais professos para períodos que não sejam de crise, bem como para indústrias sensíveis do ponto de vista ambiental. Os resultados são robustos às diferenças nas datas de notificação, níveis anteriores de dificuldades financeiras e causalidade inversa. Coletivamente, os resultados estão de acordo com a visão de RSC das partes interessadas, sugerindo que a melhoria das relações entre as partes interessadas diminui o risco de angústia financeira de uma empresa.
Data do prémio28 jan 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorRicardo Ferreira Reis (Supervisor)

Keywords

  • ESG
  • Altman Z-Score
  • Ohlson O-Score
  • Shumway Hazard model
  • Responsabilidade Social Empresarial
  • Dificuldades financeiras

Designação

  • Mestrado em Gestão e Administração de Empresas

Citação

'