The impact of COVID-19 on venture capital´s level of investments

  • Tiago Sardinha de Almeida (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Esta tese analisa o impacto da pandemia COVID-19 nos níveis de investimento das sociedades de capitais de risco, em empresas americanas e europeias. Através de regressões lineares, verifica-se que as sociedades de capitais de risco reduziram os níveis de investimento em 2.5% devido ao choque macroeconômico e à incerteza causada pela pandemia. Na comparação das regiões, o impacto do vírus é mais acentuado nos países europeus, correspondendo a uma redução de 4% no valor arrecadado, enquanto que os negócios americanos não apresentam variação significativa. Estas quedas, no entanto, só podem ser verificadas nas rondas de financiamento inicial, sendo os estágios intermédios e posteriores não significativamente afetados pela pandemia. Argumentamos que o empreendedorismo está a ser afetado pelo medo e incerteza sobre o futuro, e ainda que as sociedades estão-se a concentrar mais nos fundos existentes do que na pesquisa de novos investimentos, levando a um menor nível de investimento inicial. Por fim, é estudado o impacto da pandemia em duas indústrias - Saúde e Tecnologia. Os resultados apresentam um aumento de 6% nos valores relativos às empresas de saúde, enquanto as empresas de tecnologia receberam 5% a menos de financiamento desde o aparecimento da COVID-19. Como explicação, argumenta-se que a saúde representava uma necessidade crescente para todos os que estavam sujeitos ao confinamento.
Data do prémio25 jan 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEva Schliephake (Supervisor)

Keywords

  • Venture capital
  • COVID-19
  • Coronavírus
  • Sociedade de capital de risco
  • Crise
  • Níveis de investimento
  • Ronda de financiamento inicial
  • Ronda de financiamento intermédia
  • Ronda de financiamento posterior

Designação

  • Mestrado em Finanças

Citação

'