The presidency of Evo Morales
: an archetype of latin american populism?

  • Sabrina Brum (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

No 22 de Janeiro de 2006, Evo Morales Ayma foi empossado como o sexagésimo quinto presidente da Bolívia e foi o primeiro indígena a ocupar o cargo. Depois de quase catorze anos, Evo Morales foi destituído no dia 10 de novembro de 2019, após uma série de revoltas que eclodiram em todo o país em protesto por seu quarto mandato presidencial consecutivo. Ele teve uma das presidências mais longas da América Latina e, apesar de ter perdido um referendo que lhe daria autoridade para fazê-lo, tentou manter o poder por mais um mandato por meio de uma eleição iliberal. O caso de Evo Morales é um exemplo do populismo latino-americano e por meio dele podemos analisar o desenvolvimento do populismo na região. Esta dissertação explorará o que é populismo, como pode ser identificado na América Latina, e a evolução do populismo de Evo Morales ao longo de sua gestão.
Data do prémio25 fev 2022
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorLívia Franco (Supervisor)

Keywords

  • Bolívia
  • Evo Morales
  • Populismo
  • América Latina
  • Etnopopulismo

Designação

  • Mestrado em Ciência Política e Relações Internacionais: Segurança e Defesa

Citação

'