Uma nova etapa, um novo caminho na enfermagem

  • André Magalhães de Almeida (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A realização deste relatório surge no âmbito do14º curso de Mestrado em Enfermagem com especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica na área da Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica, do Instituto de Ciências da Saúde (Porto) da Universidade Católica Portuguesa e tem como objetivo apresentar todo o percurso desenvolvido ao longo do mesmo, abordando as principais competências desenvolvidas no caminho para me tornar Mestre em Enfermagem, bem como Enfermeiro Especialista. Este relatório tem por base uma análise criticoreflexiva, suportada pela evidência científica, das atividades desenvolvidas ao longo deste percurso académico. O estabelecimento de objetivos baseados nas competências do Enfermeiro Especialista, desenvolvidas pela Ordem dos Enfermeiros, serviu de fio condutor tanto para a realização do relatório, como para a minha orientação enquanto formando. O relatório englobou uma breve contextualização do desenvolvimento de competências no estágio do 1º ano em Unidade de Cuidados Intensivos Monovalente, seguida da caracterização dos locais de estágio, desenvolvendo posteriormente uma descrição crítica das atividades desenvolvidas. A abordagem do estágio do 2º ano centrou-se no Serviço de Urgência e na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente, tendo como principais objetivos o desenvolvimento de competências relacionadas com o cuidado à Pessoa em Situação Crítica, no desenvolvimento de competências, especialmente na deteção e intervenção em situações de possível debilidade de forma diferenciada e especializada, mobilizando o máximo de conhecimentos e capacidades adquiridas ao longo de todo o percurso profissional e académico. Mantendo a Pessoa em Situação Crítica como foco ao longo do meu percurso, foi dada a devida importância ao estabelecimento de uma adequada relação terapêutica com a mesma, assim como, a inclusão da família no cuidado e como alvo de cuidados do Enfermeiro Especialista. Associado aos cuidados nos contextos específicos de estágio, a abordagem do controlo da dor, sedação e dellirium tornaram-se ainda focos de atenção de forma a mobilizar estratégias direcionadas para as necessidades da Pessoa em Situação Crítica e família, assim como a abordagem do Controlo de Infeção e Resistência a Antimicrobianos da aquisição de competências como Enfermeiro Especialista. Também foi abordado o papel do Enfermeiro Especialista na gestão de serviços. Foi realizada uma revisão da literatura sobre a importância da monitorização do Índice Bispectral no cliente neurocrítico e projetos de intervenção nos vários contextos: comunicação e integração da família nos cuidados, carta de alta de enfermagem e manipulação da derivação ventricular externa. O Enfermeiro Especialista deverá cuidar a Pessoa em Situação Critica de forma holística, deferência e especializada de forma a colmatar as suas necessidades, mantendo uma visão crítica e baseada na evidência. Os objetivos a que me propus foram cumpridos, apesar de alguns constrangimentos, maioritariamente relacionados com a pandemia por COVID 19 que colocou alguns entraves, principalmente na relação com a família.
Data do prémio27 jun 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorIrene Oliveira (Supervisor)

Keywords

  • Enfermeiro especialista
  • Pessoa em situação crítica e família
  • Doente neurocrítico

Designação

  • Mestrado em Enfermagem

Citação

'