"Vendaval de utopias"
: do catolicismo social ao compromisso político em Portugal : 1965-1976 : os católicos da revolução e o PCP

Tese do aluno

Resumo

Este estudo tem como arco cronológico o ano de 1965, data em que se concluiu o II Concílio Vaticano, acontecimento marcante de expressão da vontade renovadora da Igreja Católica, mas também um referencial simbólico de processos de aggiornamento que atravessaram diversas sociedades, com dinâmicas de entusiasmante esperança e de compromissos pluriformes quanto à criação de uma sociedade diferente. A outra extremidade do arco temporal é 1976, quando, depois da Revolução de Abril, em Portugal, se confirma e projeta na história a construção de um modelo democrático, através da aprovação da Constituição da República Portuguesa, a 2 de abril de 1976. No Estado Novo, diversos setores da sociedade portuguesa mobilizaram-se, não só para o derrube do regime de Salazar e Caetano, mas também pela imaginação de uma sociedade alternativa, radicalmente distinta nas suas formas de organização, produção e desenvolvimento, tendo como horizonte futuro o socialismo. Naquele âmbito, na pesquisa historiográfica colocaremos o enfoque no papel dos movimentos sociais, no que ambicionavam de transformação da sociedade, nos seus ideais e obstaculizações, no modo como fluíram e aconteceram através da ação direta, numa intervenção coletiva, na procura de sentido, questionando as estruturas e propondo mudanças, desencadeando alterações nas formas de organização da sociedade. De entre os movimentos sociais, priorizámos a investigação sobre o movimento da paz, o movimento operário e sindical e o movimento em defesa dos presos políticos, e neles identificámos desencontros entre o PCP, os católicos e a igreja, como também confluências e registos de articulações entre comunistas e católicos. No cerzir dessas convergências nos movimentos sociais também esteve em incubação o 25 de Abril. Nestas trajetórias far-se-á a contextualização da pluralidade das experiências dos «católicos da revolução», aqueles católicos que motivados por uma ideia de «revolução», pelo sentido escatológico inerente ao marxismo ou impelidos pelo dever de inadiável agir transformador da história, pela edificação da justiça, decidiram fazer uma opção revolucionária
Data do prémio4 abr. 2023
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
  • University of Lisbon
  • University of Évora
  • University Institute of Lisbon
SupervisorPaulo F. de Oliveira Fontes (Supervisor) & António Matos Ferreira (Co-Orientador)

Keywords

  • Católicos da revolução
  • Portugal
  • Igreja Católica
  • Partido Comunista Português (PCP)
  • Católicos
  • Movimentos sociais

Designação

  • Doutoramento em História: mudança e continuidade num mundo global

Citação

'