Vinculação pré-natal e vivência psicológica da gravidez
: implicações da pandemia COVID-19?

  • Cláudia Filipa Barbosa Alves (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A presente investigação visa aprofundar conhecimentos acerca das questões associadas à vinculação pré-natal e à vivência psicológica da gravidez das mulheres em Portugal, considerando a potencial influência da pandemia COVID-19. Realizou-se um estudo exploratório, que integra 2 subamostras de mulheres grávidas, durante e antes da pandemia. Os instrumentos utilizados foram a Escala de Vinculação Pré Natal Materna (EVPNM) a Escala de Atitudes sobre a Gravidez e a Maternidade (EAGM). Os resultados mostraram a ausência de diferenças entre as duas subamostras ao nível da EVPNM e da EAGM, mas a existência de correlações significativas entre as escalas, em ambas as subamostras. Olhando as novas circunstâncias COVID-19, percebe-se uma alteração profunda à “normalidade” do mundo em que vivíamos, com novos desafios, que, no entanto, parecem não interferir com os aspetos estudados. Deste modo este estudo contribuiu para alargar esse conhecimento, de forma a evitar/prevenir situações negativas, nomeadamente em termos de aspetos associados à gravidez. No entanto mais estudos são necessários para se poderem consolidar as evidências deste estudo exploratório.
Data do prémio14 jul 2020
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorMaria Xavier (Supervisor)

Keywords

  • Gravidez
  • Vinculação pré-natal
  • Vivência psicológica da gravidez
  • COVID-19

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'