Walking the streets of a nuclear ghost town
: dark tourism in Pripyat : Chernobyl

  • Lisa Benden (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O turismo negro é definido como a visita a lugares associados à tragédia e à morte. Embora o conceito tenha origem nos anos 90 do século passado, só recentemente é que o turismo negro tem recebido atenção por parte da comunicação social e do público. O assunto é eticamente controverso e as razões dos turistas para visitarem lugares associados à tragédia são diversas. Esta dissertação tem como objetivo identificar os motivos que levam os turistas a visitar um local obscuro. As teorias anteriores indicam que os turistas estão interessados na morte e / ou na história, o património histórico desempenha um papel importante e o local é visto como uma atracão ou uma curiosidade. Esta Dissertação tem como objetivo estudar o caso de Chernobyl e da cidade abandonada de Pripyat. A análise qualitativa com o software MAXQDA, evidencia que a "Educação / Interesse Histórico", a "Curiosidade" e "Ver para acreditar" são os pricipais fatores que motivam os turistas a visitar a cidade fantasma. Os turistas mais jovens que vistam a cidade são influenciados pelo que veem nas redes sociais. A identificação dos diferentes motivos que levam os turistas a visitar locais eticamente controversos ajudam os operadores turísticos a evidenciar que a maioria dos visitantes tem boas intenções.
Data do prémio25 jan. 2022
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorHelena Rodrigues (Supervisor)

Keywords

  • Chernobyl
  • Turismo negro
  • Cidades fantasmas
  • Motivações dos turistas
  • Entrevistas
  • Análise de conteúdo

Designação

  • Mestrado em Gestão e Administração de Empresas

Citação

'