What drives the decision to cook at home?
The case of the Portuguese population

  • Hanny do Vale da Flor de Liz Leony (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Cozinhar é uma das atividades básicas da vida humana. Entretanto, a decisão de cozinhar é desencadeada por diferentes e diversas razões. Nesta presente dissertação, foram analisadas associações entre a frequência de cozinhar em casa (durante a semana e nos fins de semana) com motivações para cozinhar e com aplicações móveis para cozinhar. Utilizando os dados de uma pesquisa on-line de abril de 2019, podemos examinar o que influencia a decisão dos portugueses de cozinhar em casa e se os APPs de cozinha atualmente disponíveis têm influência sobre este hábito. Esta contribuição nos permite entender quais motivos, por exemplo, relacionados à saúde, hedonismo ou deveres são mais fortes e influentes para a população adulta em Portugal para tomar a decisão de cozinhar. Os motivos relacionados a dever foram considerados significativos para a frequência de cozinhar em casa durante a semana e, diversamente, os motivos de saúde e hedonismo não foram significativos. Durante o fim de semana, os motivos de dever e de saúde são significativos para a frequência de cozinhar em casa e somente os motivos hedónicos não são significativos. Para a segunda parte da análise deste trabalho, o uso de aplicações móveis para cozinhar foi considerado significativo tanto para os dias de semana quanto para os fins de semana.
Data do prémio5 mai 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAna Isabel de Almeida Costa (Supervisor)

Keywords

  • Cozinhar em casa
  • Gatilhos motivacionais
  • Motivações relacionadas à cozinha
  • População portuguesa
  • Aplicações móveis
  • Dever
  • Saúde
  • Hedonismo

Designação

  • Mestrado em Gestão

Citação

'